O desenvolvimento de games pode ser um assunto, digamos, “espinhoso”, para muita gente. Engines, assets, programação, QA, etc: tudo isto pode muitas vezes deixar alguém bem maluco. E The Endless Mission, “jogo para o desenvolvimento de jogos”, digamos, foi lançado no Steam Early Access no último dia 14 de Novembro, justamente para tentar facilitar um pouco as coisas, neste sentido.

Pelo menos, isto é o que prometem os desenvolvedores. Obtive acesso a The Endless Mission, e aqui estão, digamos, minhas primeiras impressões, valendo de antemão destacar que não fui capaz de criar um game completo no título da E-Line Media, por diversos motivos, incluindo bugs diversos.

The Endless Mission - Game

Jogando The Endless Mission

O jogo conta com uma espécie de lore, e também existe uma inteligência artificial chamada ADA, a qual é, aliás, bastante simpática e divertida. É ADA quem introduz o jogador aos rudimentos de The Endless Mission, guiando-o inclusive através do primeiro “jogo dentro do jogo” (criado por ela).

Tal jogo pertence ao gênero plataforma, e é bastante simples. Porém, é justamente aí que temos uma ideia básica a respeito das características e possibilidades oferecidas por The Endless Mission. À respeito daquilo que teremos pela frente.

The Endless Mission - Game

Podemos também, no meio de qualquer jogo, criado por outros jogadores ou pela IA do jogo (ou por nós mesmos), utilizar uma habilidade de hacking que permite, por exemplo, que plataformas tenham sua altura aumentada ou reduzida. É também possível fazer com que tais plataformas tenham sua posição alterada, vale ressaltar.

The Endless Mission, de certa maneira, me lembra bastante de GameGuru, da TheGameCreators, além de Super Mario Maker 1 e 2 e Little Big Planet. Isto sem contar com o fato de que qualquer jogador pode compartilhar suas criações, além de jogar os games criados por outros jogadores.

Infelizmente, até o presente momento, existem cerca de 24 jogos criados pela comunidade, além de um RTS criado pela desenvolvedora, com gráficos estilo Minecraft e com jogabilidade e estilo bastante parecidos com StarCraft.

The Endless Mission - Game

O título também não faz uso do Steam Workshop, para complicar mais ainda as coisas, e sim de um sistema próprio, criado especialmente para tal finalidade. Mas aí você pode me perguntar: é fácil desenvolver um jogo em The Endless Mission?

Criando em The Endless Mission

Isto depende muito. Temos de nos lembrar que estamos falando a respeito de um jogo em Acesso Antecipado. Muitas coisas ainda não funcionam, existem bugs, e os problemas se estendem até quando desejamos jogar algo criado por outras pessoas: na maioria das vezes, permanecemos em uma tela com um indicador de download em andamento que nunca é concluído (e geralmente são apenas arquivos com 9 – 10 MB).

The Endless Mission - Game

Os jogos criados até agora parecem pertencer principalmente ao gênero plataforma, e parecem ser bastante simples, também. Digo “parecem” porque não fui capaz de testar nenhum deles: em todas as tentativas (dezenas), o jogo não concluía o download de maneira alguma.

As ferramentas do jogo são bastante complexas, isto eu sou obrigado a dizer. Existem assets que podem ser utilizados em nossos projetos, como por exemplo plataformas e árvores, além de terrenos que podem ser modificados.

The Endless Mission - Game

The Endless Mission também permite que jogos sejam hackeados: tudo durante o gameplay, e isto torna as coisas mais interessantes ainda, devo dizer.

Existem também formas de lidarmos com a física do jogo e com a iluminação, além de ser possível redimensionarmos objetos ao nosso bel prazer. The Endless Mission, por falar nisso, permite que criemos à partir de templates, o que facilita bastante todo o processo em si.

Na verdade, o que temos aqui é um enorme sandbox em desenvolvimento. Um título que, ao longo tempo (ele deve sair do programa Early Access apenas em 2021), deve receber mais conteúdo, mais recursos e mais conteúdo gerado pelos usuários (UGC = User Generated Content), etc.

The Endless Mission - Game

Digamos que o game coloca o jogador no papel de um grande arquiteto, deixando em suas mãos um enorme terreno que pode ser moldado à vontade, conforme as necessidades no momento. Claro, não vamos também nos esquecer dos bugs e problemas acima citados, os quais são um tanto quanto impeditivos.

Objetos diversos, por exemplo, simplesmente se recusam a serem inseridos em nossa área de trabalho. Além disso, vale ressaltar que o jogo apresenta alguns crashes bem chatos, os quais são até mesmo capazes de fazer com que percamos nosso progresso. E isto, durante a criação de um jogo, é algo bem complicado.

Algumas considerações finais

Confesso que este gênero de game (“jogo criador de jogo”, digamos) me deixa sempre bastante empolgado. Trata-se de um sentimento parecido com aquele proporcionado por títulos tais como, por exemplo, Dynamite Jack ou Pixel Game Maker MV.

The Endless Mission - Game

É óbvio que a proposta e o escopo de The Endless Mission são muito maiores que ambos os jogos acima citados, ou até mesmo de Super Mario Maker ou Roblox. Digamos que The Endless Mission se encontra no início de uma jornada que pode nos levar a algo, quem sabe, “infinito”. À tal “missão infinita”.

Com uma enorme miríade de possibilidades, todas elas parte de um conjunto de ferramentas que, no futuro, poderão levar à criação de jogos completos e complexos.

The Endless Mission - Game

Claro, tudo isto dependerá de uma série de fatores, muitos dos quais envolvem level design, scripting, desenho, etc (mas o jogo também conta com diversos assets, vale sempre lembrar). Se você quiser testar o título, vale ressaltar que ele custa apenas 29 Reais no Steam (link no primeiro parágrafo).

Por enquanto, temos toneladas de problemas, mas o preço é amigável, e eu posso antever, aqui, um jogo extremamente promissor. Que tal dar uma chance?

Fique com um trailer do game:

Pin It on Pinterest