Wastelands, terceiro episódio de Life is Strange 2, é o mais dramático de todos. A começar pelo grande flashback que ele nos apresenta, flashback este jogável, que fique bem claro.

Começamos o episódio ainda na casa dos irmãos Sean e Daniel, em Seattle (como visto no episódio 1, Roads), presenciando as brigas entre os dois e observando também as tentativas de seu pai de apaziguar as diferentes e divergentes situações e brigas entre ambos. O retorno ao passado, capaz de provocar grande nostalgia, é breve, entretanto, e logo estamos de volta ao presente.

Sean e Daniel, após passarem pela casa dos avós no episódio 2: Rules, quando encontraram o pequeno Chris de “The Awesome Adventures of Captain Spirit“, acabaram tendo de fugir novamente da polícia. E em determinado momento, eles acabam conhecendo um grupo de garotos que vivem em um acampamento na floresta.

Life is Strange 2 - Episódio 3: Wastelands

Vivendo uma vida de adulto

Aí, então, eles passam a viver. Começam também a trabalhar em uma plantação ilegal de maconha, cujo dono, Merril, é alguém que não poupa palavras e esforços nos momentos em que é preciso fazer valer sua férrea vontade. Merril conta com um capanga, também, um grandalhão conhecido como Big Joe, alguém rude e até mesmo um tanto quanto violento, que anda sempre armado, inclusive.

Wastelands parece, de certa forma, sair um pouco daquela ambientação meio adolescente dos episódios anteriores, e coloca Sean e Daniel em contato com uma realidade bem mais dura e cruel. Tudo sem perder a emoção e o cuidado com os temas abordados, elementos inerentes à franquia, obviamente.

No acampamento, junto a Cassidy (garota que tem uma grande queda por Sean), Finn e diversos outros adolescentes, há um grande “porém”, o qual não é lá muito bem visto por Merril, o dono da plantação de maconha: Daniel.

Life is Strange 2 - Episódio 3: Wastelands

Merril vê com maus olhos a presenta do menino, ali (afinal de contas, trata-se de uma criança), e apenas o aceita devido à existência de um relacionamento frágil porém satisfatório com Finn, que é uma espécie de líder e porta-voz do grupo.

Um relacionamento complicado

O relacionamento entre Daniel e Sean, também, passa por alguns percalços: o pequeno sente grande inveja e até mesmo saudades do irmão maior, que acaba passando a maior parte de seu tempo junto a Cassidy e aos outros, até mesmo devido ao trabalho.

Vale também lembrar que Life is Strange 2 agora coloca na frente dos dois fugitivos uma realidade bastante dura: para conseguir dinheiro para viajar até Puerto Lobos, no México, trabalhar na plantação de maconha foi a única alternativa que eles encontraram.

Life is Strange 2 - Episódio 3: Wastelands

E não restam dúvidas do quão duro, adulto e até mesmo cruel pode soar tal elemento introduzido no jogo, para muitos jogadores, uma vez que Daniel também trabalha ali, tão imerso naquele mundo adulto, criminoso e perigoso quanto os outros.

Em Wastelands Sean acaba meio que relegando o irmão a segundo plano, até mesmo devido ao fato deste último se mostrar bastante ligado a Finn, o qual acaba demonstrando grande afeto e até mesmo admiração pelo inteligente e rebelde garoto. Há uma certa inveja por parte de Sean, também, é importante ressaltar.

Life is Strange 2 - Episódio 3: Wastelands

Finn e Daniel passam muito tempo juntos, e existe até mesmo um mini-game presente no jogo (sem falar do mini-game introduzido no momento do corte das folhas de maconha: temos de pressionar as teclas certas nos momentos certos para um corte perfeito), através do qual podemos atirar uma faca contra uma árvore, competindo com Daniel, o qual é bastante elogiado por Finn (este não sabe de seus superpoderes).

Life is Strange 2 - Episódio 3: Wastelands

Mas o fato é que Daniel está bastante ressentido com o irmão maior, e deixa isto bem claro em vários momentos. Até mesmo os treinamentos, momentos que sempre os uniam, foram meio que reduzidos, tudo devido à maior aproximação de Sean do grupo de garotos que vivem no acampamento.

Poderes em desenvolvimento

Os poderes de Daniel, além disso, estão cada vez mais desenvolvidos e fortalecidos, e o menino agora consegue controlá-los melhor, salvo em momentos de fúria. Ele é capaz de erguer grandes troncos de árvore, pesadíssimos, e parece ser também bastante descuidado no que diz respeito à utilização de tais poderes, cabendo a seu irmão maior vigiar constantemente para que outros não fiquem sabendo do quão especial é o pequeno.

É uma pena que não sejam dadas ao jogador maiores possibilidades/oportunidades de interação com os poderes do irmão menor, uma vez que quando isto acontece momentos surpreendentes sempre podem ser experimentados.

A DONTNOD Entertainment bem que poderia, ao longo da série, aprimorar um pouco mais este “detalhe”, e permitir que o jogador controle de forma mais ativa e livre os poderes de Daniel, até mesmo no momento de lidar com problemas oriundos das mais diversas frentes, afinal de contas, problemas não faltam na vida dos meninos.

Life is Strange 2 - Episódio 3: Wastelands

Trabalho ingrato e um grupo unido

O trabalho na fazenda é um tanto quanto ingrato. Os garotos são vigiados constantemente pelo brutamontes Big Joe, e Merril dá “sermões” constantes a respeito de atrasos e coisas similares, ameaçando até mesmo deixá-los sem pagamento.

O grupo de garotos, por outro lado, é bastante unido entre si, e todas as noites, além de fumarem maconha e se embebedarem, contam uns aos outros seus sonhos e inspirações. Tocante, também, é o momento em que Daniel compartilha seus pensamentos e sonhos com o grupo, aliás, sem falar que as decisões que alteram o desenrolar da história continuam presente em Wastelands, de forma extremamente forte.

Finn, Hannah, Cassidy, Daniel, Sean e todos os outros garotos parecem viver em duas realidades distintas: uma dura e cruel durante o dia, sob o olhar assustador de Merril e Big Joe, e outra mais amena e sonhadora, durante a noite, enquanto no acampamento, em meio às fogueiras e às barracas.

Wastelands apresenta ao jogador personagens e situações verdadeiramente tocantes e dramáticos, todos eles imbuídos de um sentimento nostálgico, presente nas falas de quase todos os personagens, todos eles saudosos de algum lugar ou de algumas pessoas, de um passado que, sabe-se lá, talvez não volte nunca mais.

Life is Strange 2 - Episódio 3: Wastelands

Todos eles têm seus próprios problemas, suas próprias vidas passadas cheias de dores, compartilham tais sentimentos e vivências com o grupo, e contribuem ainda mais para aumentar a carga emocional deste terceiro episódio de Life is Strange 2.

Finalizando

Wastelands é um episódio forte, dramático. Daniel se envolve em perigos que deixam Sean desesperado, e é óbvio que não podíamos esperar nada diferente, dada a natureza do local e do trabalho no qual os dois foram se meter.

Belíssimo trabalho da DONTNOD, este, aumentando a carga dramática do jogo ao mesmo tempo em que torna mais evidente o quão diferentes são os dois irmãos: Daniel, mais rebelde, em contraponto ao irmão, Sean, mais comedido e centrado.

O melhor episódio até agora? Eu diria que sim, até mesmo levando em consideração o final estarrecedor que não deixa dúvida a respeito de uma coisa: Life is Strange 2 certamente vai brilhar bastante no episódio 4.

Fico apenas triste ao notar a demora no lançamento de cada episódio. Rules, o episódio 2, por exemplo, foi lançado em 24 de Janeiro de 2018, ou seja, temos aí um intervalo de quase 4 meses: é muito tempo, e muitas coisas podem acabar “esfriando” na mente do jogador.

Life is Strange 2 - Episódio 3: Wastelands

Ao final do episódio, somos agraciados com estatísticas a respeito de nossas decisões, comparando as mesmas com o restante da comunidade de jogadores. É justamente aí que podemos perceber o quão complexo é o sistema de escolhas, decisões e consequências de Life is Strange 2.

É justamente aí que percebemos o quão drásticas podem ser as mudanças na narrativa do jogo, dependendo daquilo que optamos por dizer durante os diálogos, dependendo de nossas escolhas em momentos cruciais.

De qualquer maneira, Wastelands é um ótimo episódio. Forte, marcante, intenso, ele eleva Life is Strange 2 a um novo patamar, colocando os dois personagens principais em contato com uma realidade bastante triste e cruel. E a jornada em direção a Puerto Lobos continua.

Ficha técnica

Título: Life is Strange 2 – Episódio 3: Wastelands

Gênero: aventura

Desenvolvedora: DONTNOD Entertainment

Publisher: Square Enix

Data de lançamento: 09 de Maio de 2019

Plataformas: PC, PlayStation 4, Xbox One

Versão analisada: PC

Pin It on Pinterest