Adoro jogos de estratégia em turnos. E Gears Tactics (site oficial) chegou em muito boa hora, para saciar esta minha sede por títulos do gênero. Lançado inicialmente para PC, o jogo também chegará, em algum momento, ao Xbox One, vale ressaltar.

Não que Gears Tactics seja algo inovador dentro do estilo. Entretanto, ele agrega muitos recursos e elementos que funcionam muito bem no conjunto, além de contar com os Locust que os humanos de Sera tanto odeiam e combatem.

Gears Tactics

O jogo conta com grandes semelhanças com XCOM, mais precisamente com XCOM: Enemy Unknown, de 2012, e XCOM 2, de 2016.

O título, publicado pela Xbox Game Studios, não é, entretanto, uma cópia de XCOM. Ele possui grandes diferenças em relação a este último, até mesmo no tocante à maneira como lidamos com os personagens jogáveis.

Gears Tactics

Sobre Gears Tactics

O gênero de estratégia em turnos ganhou um novo fôlego quando do lançamento de XCOM: Enemy Unknown (link acima). O reboot até abriu caminho para que novos títulos semelhantes fossem lançados, e o fato é que hoje temos uma grande abundância de títulos dentro de tal estilo.

Gears Tactics é ambientado no mesmo universo da famosa e icônica franquia da Microsoft. Ele, entretanto, sai do gênero de tiro em terceira pessoa e transporta o jogador para um cenário de estratégia. Em turnos. E a novidade é muito, muito bacana.

Gears Tactics

Aliás, creio que faltava para a série um jogo do gênero, série esta que eu adoro e acompanho desde meu saudoso Xbox 360. Em Gears Tactics, aliás, esqueça Marcus Fenix. Temos como personagem principal Gabe Diaz, o pai de Kait Diaz, a protagonista de Gears 5.

Bem, dizer que Gabe Diaz é o personagem principal do jogo talvez seja um tanto quanto inadequado, uma vez que controlamos diversos personagens ao longo da campanha (como Sid Redburn, por exemplo), a qual pode durar mais de 20 horas.

Outras peculiaridades

Mas Gears Tactics, de qualquer forma, é bastante focado em Gabe Diaz, e durante as missões, podemos optar por personagens principais e secundários, os quais vão sendo recrutados ao longo da campanha.

Gears Tactics

Soldados comuns, no título da Splash Damage e da The Coalition, são vistos como meros recursos/unidades que devem ser gerenciados e usados, de forma diferente ao que acontece em XCOM.

Isto diferencia bastante o jogo de seu “concorrente”, além de contribuir para maiores possibilidades de gerenciamento da equipe.

No PC (única plataforma para a qual o jogo está disponível por enquanto), o jogo conta com conquistas tanto do Steam (versão que estou jogando) quando da Xbox Live – é necessário fazer login nesta última rede, aliás.

Gears Tactics conta também com uma missão introdutória bastante útil e interessante, na qual Sid e Gabe devem ambos sobreviver, obrigatoriamente, enquanto enfrentam alguns drones Hammerbust e caminham em direção a um Prédio de Comando.

Gears Tactics

Alguns Wretches também aparecem, obviamente, e tais animalescas unidades inimigas são única e exclusivamente focadas em ataques melee, chegando sempre bem próximo de nossas unidades.

História

A história de Gears Tactics acontece 12 anos do primeiro título da série. Sim, isto mesmo: temos aqui uma prequel em forma de game de estratégia em turnos, o que é ótimo, em minha opinião – sempre é bom diversificar as coisas, não é?

Gears Tactics

Uma execução não lá muito violenta

Cidades do planeta Sera começam a cair frente à monstruosa horda Locust. Com tudo se transformando rapidamente em caos, cabe a Gabe Diaz reunir o que sobrou dos antigos Gears.

Diaz, aliás, é um personagem que havia abandonado a vida de combatente (ele era um tenente-coronel), passando a atuar como mecânico. Rapidamente, entretanto, ele se coloca em prontidão e começa a recrutar soldados para sua equipe.

A história do jogo não é muito profunda, mas é interessante o suficiente para manter o jogador grudado no teclado e no mouse. Aliás, temos também um grande vilão, no jogo: um cientista Locust, chamado Ukkon.

Gears Tactics

Patrulhas

Ukkon é um geneticista, responsável por criar criaturas cada vez mais letais e monstruosas na guerra contra os humanos em Sera.

Jogando Gears Tactics

Apesar do que pode parecer a princípio, e também como um aviso aos incautos que estão chegando agora das campanhas de todos os Gears of War, vale lembrar que Gears Tactics é um jogo de estratégia em turnos bastante profundo.

Profundo não no sentido de sua narrativa, mas sim no sentido de que ele exige do jogador, bem, bastante atenção a detalhes e a estratégias diversas enquanto no campo de batalha.

Gears Tactics

Com toda a ação acontecendo em turnos, temos todo o tempo do mundo para planejar nossos ataques e movimentos.

Vale também a pena lembrar que em cada turno, unidades possuem pontos de ação, os quais podem ser gastos em disparos, movimentação e perícias.

É possível, também, que você movimente uma unidade distante demais e assim esgote todos os seus pontos de ação para aquele turno – portanto, é sempre bom ficar bem atento a este detalhe.

Gears Tactics

É perfeitamente possível jogar utilizando o mouse para disparos e ações as mais diversas, ou então utilizando inúmeras teclas de atalho – depende do estilo do jogador. W, A, S, D, entretanto, são sempre teclas exigidas.

Da mesma maneira que podemos ter em nosso time diferentes tipos de unidades, como por exemplo pesos-pesados, “granadeiros”, snipers, etc, os Locust também contam com esta “vantagem”.

Armas as mais diversas fazem parte do arsenal de cada Gear, incluindo granadas de fragmentação, granadas de cura, motosserras, etc.

O game, além disso, mediante um comando específico, informa ao jogador quais são as chances de acertar o alvo, bem como quais são as chances de causar danos críticos.

Gears Tactics

Perícias e habilidades

De forma um tanto quanto similar a XCOM, aliás, temos aqui algo chamado “Patrulha” (em XCOM chama-se “Overwatch”). Tal habilidade permite que unidades estabeleçam uma área de patrulha, e tão logo um inimigo aí adentre, ele é automaticamente alvejado pelas unidades em questão.

Gears Tactics

Existem perícias passivas e perícias ativas, em Gears Tactics, e bem utilizá-las, de acordo com a situação em questão, muitas vezes é a chave para o sucesso em uma missão.

No quartel, aliás, conforme as unidades vão subindo de nível, elas ganham pontos de experiência que podem então serem distribuídos em uma árvore bastante complexa, porém de fácil entendimento.

Temos, obviamente, unidades que são como “heróis”, e que geralmente devem ser mantidas vivas à todo custo, dependendo da missão, como Gabe e Sid, por exemplo, e também temos unidades “descartáveis”, cuja morte em batalha não se reflete em penalidades para o jogador.

O uso de perícias, é importante também destacar, consome pontos de ação. Por exemplo, se você utilizar a perícia “Intimidar” para uma unidade que esteja com apenas um ponto de ação, ela nada mais poderá fazer à partir daí, até o final do turno em questão.

Gears Tactics

Execução

Como em todo jogo da série, a violência aqui em Gears Tactics é uma constante. Podemos, por exemplo, exaurir a saúde de uma unidade inimiga até um nível bastante baixo, sem no entanto matá-la.

Aí, então, neste caso, existe uma habilidade específica (execução) que permite a qualquer uma de nossas unidades ir até o inimigo em questão e dele dar cabo rapidamente, geralmente através de uma cutscene bastante sangrenta, com direito a desmembramento e tudo.

Gráficos, áudio e trilha sonora

Os gráficos de Gears Tactics são lindíssimos. Fazendo uso da Unreal Engine 4, o título de estratégia em turnos entrega ambientes detalhadíssimos e efeitos de tirar o fôlego (claro, considerando-se que estamos falando a respeito de um game de estratégia).

Todos os modelos são bastante detalhados, valendo também a pena lembrar que além de podermos aprimorar suas armas e equipamentos, podemos alterar também suas cores.

Os cenários do jogo também são muito bonitos, passando muito bem ao jogador a impressão de ambientes decadentes, em ruínas, devastados. Efeitos de explosões são também muito bem feitos, vale lembrar.

E é impossível não mencionar também os belos e fantásticos disparos que acontecem, vez ou outra, com a câmera em terceira pessoa, da mesma forma que acontece em XCOM (dependendo da situação do confronto e/ou do disparo).

Gears Tactics

O áudio do jogo, no geral, está muito bom. Excelente, eu diria, ainda mais porque contamos com uma dublagem excelente em bom português do Brasil, com direito a palavrões e tudo.

A trilha sonora é pomposa, imponente, mesmo, basicamente orquestrada e contribuindo bastante para conferir um tom épico à campanha.

Finalizando

Gears Tactics é um excelente jogo de estratégia em turnos ambientado dentro do universo da famosa e icônica franquia da Microsoft. O título é profundo na medida certa, e pode representar certamente uma grande fonte de diversão para os amantes do gênero.

Gears Tactics

Se você gosta de Gears of War e/ou de títulos de estratégia em turnos, não pense duas vezes: compre sem medo. Recomendadíssimo!

Vale lembrar também que o jogo faz parte do Xbox Game Pass para PC.

Ficha técnica

Título: Gears of War

Gênero: estratégia em turnos

Desenvolvedora: Splash Damage, The Coalition

Publisher: Xbox Game Studios

Lançado em: 28 de Abril de 2020

Plataformas: PC

Versão analisada: PC

Pin It on Pinterest