Exception (página no Steam), é um jogo bastante curioso. Fácil de aprender porém difícil de dominar, como dizem. Trata-se, acima de tudo, de um jogo pertencente ao gênero plataforma. De um título bastante desafiador, que está sendo lançado hoje, 13 de Agosto de 2019, para PC, Playstation 4, Xbox One e Nintendo Switch.

Em Exception, estamos dentro de um sistema computacional, o qual é invadido por um vírus totalitário que acaba então impondo regras rígidas que são questionadas por um pequeno programa que tem a forma de uma espécie de robô. Tal robô, o protagonista do jogo, é controlado pelo jogador, obviamente. E aí começa a brincadeira.

Exception

O jogo conta com níveis muito interessantes, todos eles tendo como background partes do gigantesco sistema dentro do qual acontece toda a ação. O título da norte-americana Traxmaster Software esbanja criatividade e saudosismo, com sua trilha sonora repleta de sintetizadores, remetendo o jogador aos anos 80. Aliás, creio que os desenvolvedores deveriam também rever algumas coisas e vender em separado a trilha sonora do jogo, a qual é muito bacana.

Em Exception, o protagonista se sente oprimido pelo “sistema”, se cansa de tantas regras e ordens. Existem pequenas e belas cutscenes entre um mundo e outro (existem 16 mundos), e elas contam a história do tal pequeno e solitário programa rebelde, que empreende uma luta solitária contra o regime opressor.

Exception

Há até a menção a uma determinada mulher do mundo “real”, fora do computador, chamada Alice, a qual acabou clicando em links indevidos e garantindo assim, infelizmente, excessivo trabalho a threads e outros elementos computacionais, como nosso pequeno personagem principal.

Bem, a história toda envolvendo Alice, ou Alice34, é um tanto quanto mais engraçada, mas eu vou deixar tais detalhes de lado, para que você descubra tudo quando jogar o game, afinal de contas, spoilers não são legais.

Exception

O jogo pertence, como já dito acima, ao estilo plataforma, com gráficos em 2.5D. Cada fase, entretanto, é uma espécie de “pequena arena” dentro do gigantesco sistema computacional. O objetivo é chegar até o final da mesma, o que acontece quando conseguimos coletar um pequeno cubo dourado.

Exception

A grande sacada de Exception, porém, são as “guinadas”, os giros, as “viradas” que podem ocorrer nos níveis, todas acontecendo à partir do momento em que coletamos determinados elementos brilhantes.

Existem diversos destes elementos em uma mesma fase, ou nível, e tão logo coletamos tais elementos, o nível muda drasticamente. Temos então, nas plataformas, giros de 90 e 180 graus sobre o eixo vertical, rotações diversas sobre o eixo horizontal, inversões completas, etc.

Exception

Os níveis são radicalmente transformados, desta forma, porém os inimigos e elementos perigosos continuam ativos, com a diferença de que tudo é alterado de acordo com a rotação executada. Por exemplo, maquinário que disparava anteriormente raios mortais de baixo para cima, passam a disparar de cima para baixo, e assim por diante.

Cada nível exige bastante atenção por parte do jogador, e é importante ressaltar também que muitas vezes o objetivo final de um nível, o cubo dourado, está logo acima, pertinho do personagem principal, porém com acesso impedido devido a algum elemento do cenário.

Nossa missão, então, é percorrer os caminhos muitas vezes dificílimos para realizar as devidas rotações no pequeno ambiente no qual nos encontramos presos, a fim de abrir caminho para chegarmos até o item que garantirá nossa saída (e a partida para a fase seguinte): o cubo.

Exception

Exception conta com 16 mundos, sendo que cada mundo conta com algo em torno de 10 níveis. Ou seja, temos cerca de 160 níveis para nos divertirmos, valendo lembrar também que conforme avançamos, vamos desbloqueando inúmeros poderes especiais para o pequeno protagonista, os quais são extremamente úteis, tanto durante o combate contra inimigos normais quanto durante o combate contra chefões.

Exception

Wall jumping é um movimento que deve ser aprendido e dominado desde o início no jogo da Traxmaster Software: com bastante frequência temos de realizar tal movimento para escapar de inimigos ou então simplesmente para progredir no nível em questão.

Além disso, vale também destacar que contamos com uma arma simples, a qual dá conta de eliminar a maioria dos inimigos, sendo que podemos também obter (conforme vamos progredindo, nível a nível) diversos upgrades ao longo do gameplay, os quais acabam se mostrando extremamente úteis em diversos momentos, incluindo durante as batalhas contra os vários bosses.

Exception

Os gráficos do game são repletos de brilho e de neon, e lembram até mesmo de TRON. Não temos aqui gráficos estonteantes, extremamente trabalhados, texturas de altíssima resolução, etc, etc. Nada disso: mas o jogo é bonito, quase que minimalista, e o conjunto audiovisual cumpre muito bem com seu papel de entregar ao jogador algo sólido, consistente e divertido, além de desafiador.

Não se engane, porém: no início, tudo parece bastante fácil, e até mesmo cada nível é bastante curto. Mas ao longo do gameplay, mais e mais inimigos aparecem. Mais e mais obstáculos são apresentados. Mais e mais dificuldades envolvendo a configuração dos ambientes e as rotações aparecem, e o que antes parecia uma simples “brincadeira de criança” acaba exigindo bem mais do jogador, principais daqueles mais desatentos.

Exception

Exception é um jogo de plataforma cuja história, tudo bem, pode lá não ser muito original. Aliás, ela pode ser perfeitamente descartada, tudo em prol de um gameplay rico e dinâmico, além de divertido ao extremo.

Vale também lembrar que existem diversas cutscenes com gráficos pintados à mão, as quais vão contando pouco a pouco as desventuras do torturado protagonista em meio ao sistema opressor no qual ele se encontra, e contra o qual ele luta com unhas e dentes.

Exception

Cada um dos níveis é relativamente curto, mas a duração dos mesmos depende da habilidade do jogador. Depende de saltos que devem ser milimetricamente calculados e executados. Depende da coleta dos elementos que dão origem às rotações, para abrir espaço até o “cubo de saída”. Depende de bastante cuidado, também, com elementos que representam morte certa, como por exemplo determinados poços cheios de uma substância escura.

Há também suporte a leaderboards, e é sempre possível competir nas mesmas pelos melhores tempos: lembre-se, cada fase é relativamente curta, e representa uma espécie de puzzle que deve ser “resolvido” até que cheguemos ao cubo dourado.

Enfim, Exception é um sensacional jogo estilo plataforma com uma premissa muito interessante. O título é bastante charmoso, conta com gráficos bonitos e agradáveis, e com uma dificuldade que vai aumentando pouco a pouco.

Exception

Se você aprecia jogos do gênero, e se gosta de belas e muitíssimo bem feitas referências aos saudosos anos 80, não deixe de dar uma conferida no game (link para página no Steam no primeiro parágrafo). Ele custa apenas R$ 28,99, e eu te garanto que vale bem mais do que isso.

Ficha técnica

Título: Exception

Gênero: plataforma

Desenvolvedora: Traxmaster Software

Publisher: Traxmaster Software

Data de lançamento: 13 de Agosto de 2019

Plataformas: PC, PlayStation 4, Xbox One, Nintendo Switch

Versão analisada: PC

Fique agora com um trailer de Exception:

Pin It on Pinterest