Adoro simuladores. De diversos gêneros. Jogos como Euro Truck Simulator 2, por exemplo, são capazes de me entreter por horas. Simuladores de cidades, também, pertencem a um gênero que gosto muito. Isto sem falar nos “simuladores espaciais”, gênero no qual Elite Dangerous também pode ser enquadrado.

Bem, os oceanos são fascinantes, lares de espécies maravilhosas, muitas delas correndo risco de extinção. É verdadeiramente uma pena perceber, também, como mares e rios no geral estão sendo maltratados pelo ser humano, o qual parece se esquecer de que depende enormemente deles.

Deep Diving Simulator

Após minhas aventura subaquáticas em Subnautica, título que me provocou uma estranheza imensa, além de ter feito com que certa fobia em mim despertasse (tudo ali é muito alienígena e assustador – e não, isto não desmerece o game, muito pelo contrário), tive o prazer de experimentar Deep Diving Simulator, da desenvolvedora e publisher polonesa Jujubee (também responsável por KURSK, dentre outros títulos).

Deep Diving Simulator

Simulação com S maiúsculo

Deep Diving Simulator é um simulador de mergulho simplesmente fenomenal e até mesmo bastante realista, o qual contou inclusive com a parceria da Federação Internacional de Mergulho, para que os jogadores obtivessem uma experiência mais próxima ainda daquilo que temos na vida real.

No jogo, temos de obedecer às ordens de um cientista conhecido como Adams, o qual vai nos dando dicas e instruções a respeito do manejo dos equipamentos e também dos locais que iremos visitar embaixo d’água.

Deep Diving Simulator

Espere por ambientes subaquáticos, criaturas e elementos os mais diversos, incluindo recifes de corais, tubarões de diferentes tipos, arraias, tartarugas, moreias, belíssimos cardumes de peixes coloridíssimos, etc.

Deep Diving Simulator

Games Beyond – Uma iniciativa muito bacana

Deep Diving Simulator faz parte de uma iniciativa da Jujubee chamada Games Beyond, através da qual algum tipo de valor educacional é introduzido nos jogos (assim como em KURSK). No simulador de mergulho, temos verdadeiras aulas sobre história, vida marinha, equipamentos de mergulho, a vida de um mergulhador, etc.

Mergulhando

No começo tudo é bastante simples, apesar dos controles serem um tanto quanto complicados (mas rapidamente você pega o jeito). Imagine-se em um 6DOF, por exemplo, podendo ir para trás, para frente, para os lados e também para cima e para baixo: algo bastante natural quando se mergulha, mas que exige um pouquinho de treino em um jogo eletrônico (mesmo que você utilize um controle, como eu).

Deep Diving Simulator

Limpando a sujeira

Em Deep Diving Simulator, devemos ajudar o Professor Adams a recuperar relíquias de naufrágios, de templos e ruínas afundados, e em mais uma série de locais submersos. Precisamos também, de vez em quando, dar uma ajudinha à vida marinha do local.

Contamos com um dispositivo chamado “Ecoarma”, o qual possui dois modos de uso: um deles é capaz de eliminar elementos poluidores, tanto em peixes quando em vários outros elementos presentes no oceano. Ele também é capaz de destruir redes de pesca, veja só, e assim, você será capaz, de vez em quando, de libertar lindíssimas tartarugas.

O outro modo de uso da “Ecoarma” dispara feixes de energia que são capazes de afugentar predadores (aguarde, pois você irá se deparar com gigantes perigosos como o tubarão branco e o tubarão martelo).

Deep Diving Simulator

Mais sujeira

Em Deep Diving Simulator, também contamos com um scanner, o qual dispara uma “rajada” que varre os arredores e destaca itens de interesse, como por exemplo coletáveis, animais doentes e elementos perigosos.

Evoluindo

Vale também a pena lembrar que temos que ficar de olho o tempo todo no nível do nosso oxigênio, pois em caso contrário é “game over”. Conforme realizamos missões de mergulho, vamos ganhando pontos de experiência e também acesso a upgrades e novos equipamentos.

Deep Diving Simulator

Assim, podemos ganhar, por exemplo, nadadeiras que nos farão mais velozes, e acesso a cilindros de oxigênio que permitirão a permanência por mais tempo debaixo d’água: mas é sempre bom ficar de olho na profundidade e também no nível de oxigênio, pois a posterior descompressão é um fator importante a ser levado em consideração.

Deep Diving Simulator

Motivos para mergulhar

Durante as sessões de mergulho, podemos visitar inclusive cavernas submersas, além de verdadeiras florestas debaixo d’água. É muito divertido e relaxante, principalmente devido à espetacular trilha sonora composta por Adam Skorupa, compositor que também já trabalhou em The Witcher e Shadow Warrior 2, dentre outros trabalhos.

O novo jogo da Jujubee apresenta ao jogador cenários deslumbrantes, cheios de vida e coloridos, dependendo do caso, é claro. Temos também cavernas e cenários noturnos, quando nossa lanterna é muitíssimo bem vinda.

É preciso todo o cuidado do mundo ao nos aproximarmos dos mais variados elementos presentes no fundo do mar, pois danos ao nosso tanque de oxigênio reduzem a quantidade do elemento, da mesma maneira que ataques de predadores (estes de forma muito mais danosa).

Deep Diving Simulator

Existe uma fase em especial, em Deep Diving Simulator, que deixa bem claro o intento da Jujubee em conscientizar os jogadores e a população a respeito da poluição nos oceanos e do quão irresponsáveis somos, muitas vezes.

Tal local de mergulho chega a ser assustador, com sua água turva e escura. Cheio de lixo, de peixes doentes, de podridão, de elementos não pertencentes àquele ecossistema flutuando aos montes e atrapalhando inclusive nossa passagem.

Aí, temos de trabalhar como verdadeiros “faxineiros”, limpando, curando, libertando animais presos, eliminando redes de pesca, etc. A aula, se podemos chamar assim, é muito bacana, apesar de assustadora.

Finalizando

No geral, o game é muito bonito, com seus cardumes e predadores para lá e para cá (ainda não consegui me recuperar do susto que levei com uma moreia), com a vida marítima representada de maneira soberba, com o aspecto simulação introduzido de forma bastante especial e realista, de certa forma.

É sensacional termos de ficar de olho nos medidores de profundidade e de oxigênio, sob pena de sofrermos uma morte horrível (algo não exibido pelo game – trata-se apenas de uma “adição” de minha parte).

Deep Diving Simulator

É sensacional observarmos a aparência extremamente realista da água, e o quão interessantes são os tesouros, as embarcações, as relíquias e as velhas estátuas submersas. Contamos, à partir de determinado momento, até mesmo com balões infláveis capazes de retornarem à superfície com cargas mais pesadas (afinal, também estamos ali em busca de tesouros perdidos).

Vale ressaltar que você começa jogando como um mergulhador iniciante, novato mesmo. Pouco a pouco, vai recebendo instruções do Professor Adams, equipamento melhor, e, assim, se tornando melhor naquilo que faz.

Cada fase conta com um determinado conjunto de objetivos, conjunto este que deve ser cumprido em pelo menos 50% para liberar acesso ao próximo local de mergulho. Tais objetivos vão desde a descoberta de locais interessantes até a cura de animais doentes, passando pela coleta de lixo e de itens valiosos.

Apenas penso que uma maior clareza deveria ter sido proporcionada nesta questão dos objetivos: não existe nenhum tutorial cobrindo esta parte, e os ícones em tela pouco ajudam. Você muitas vezes acha que já coletou o suficiente quando na verdade não está nem na metade. Este é um ponto negativo do jogo, em minha opinião: creio que a Jujubee deveria aprimorar a forma como são indicados os vários tipos de elementos coletados e o quanto ainda falta ser coletado.

Deep Diving Simulator

Transportando o lixo para a superfície

De qualquer forma, Deep Diving Simulator é um belíssimo simulador, capaz não apenas de divertir, mas também de ensinar e conscientizar. O jogo foi lançado exclusivamente para PC, plataforma esta que, como sabemos muito bem, é a principal “casa” deste gênero tão especial.

Ficha técnica

Título: Deep Diving Simulator

Gênero: simulador

Desenvolvedora: Jujubee

Publisher: Jujubee

Data de lançamento: 27 de Maio de 2019

Plataformas: PC

Versão analisada: PC

Pin It on Pinterest