Através da Control Ultimate Edition (página no Steam), e também devido à enorme gentileza da publisher 505 Games, tive o imenso prazer de conhecer o DLC Control: The Foundation / A Fundação, o qual conta um pouco mais da história de Jesse Faden e da Antiga Casa.

Control: The Foundation, ou A Fundação, é um DLC extremamente interessante. Eu diria até mesmo que ele é imprescindível para quem desejar entender melhor os mistérios que rondam o Conselho, a Antiga Casa, o Bureau, e até mesmo o passado de Jesse e seu irmão, Dylan.

Control: The Foundation / A Fundação

Eu sou grande fã da Remedy Entertainment, isto não posso negar, e desde a primeira vez que joguei Control, quando de seu lançamento inicial, em 2019, fiquei extremamente empolgado com o enredo, com as mecânicas de jogo e com a própria protagonista.

Control: The Foundation / A Fundação

O DLC, parte da Control Ultimate Edition (veja acima), possui uma duração que pode variar entre 5 a 7 horas, dependendo do perfil do jogador. Ele também possui muito conteúdo para leitura, através dos diversos itens coletáveis que aparecem sempre aos montes, além dos conteúdos em áudio, disponíveis através de gravadores espalhados pelos cenários.

Control: The Foundation / A Fundação

É extremamente importante ler e ouvir todo este conteúdo, uma vez que muitas vezes partes importantes do enredo ou então da história de determinados personagens e/ou acontecimentos encontram-se aí inseridos.

Começando pelo princípio, digamos, Jesse Faden, já empossada e devidamente trajada como a Diretora do Departamento Federal de Controle, ou Federal Bureau of Control, deve “acessar o DLC” através de uma porta aberta justamente para este fim, em seu escritório.

Control: The Foundation / A Fundação

À partir daí, e como o próprio nome do DLC dá a entender, vamos nos embrenhar cada vez mais nas profundezas da terra, perambulando em meio a cavernas e a alguns outros ambientes um tanto quanto estranhos.

Eu diria que cerca de 70% de A Fundação se passa em ambientes cavernosos, em meio a rochas, estalactites e outros elementos semelhantes. Os outros 30% se dividiriam entre o Plano Astral e misteriosas instalações da Agência construídas nas profundezas.

Control: The Foundation / A Fundação

Usando a nova habilidade

Há um grande contraste entre a ambientação de Control, do jogo base, e a ambientação do DLC A Fundação, e isto fica bem claro em menos de 30 minutos de gameplay.

Control: The Foundation / A Fundação

O jogador pode até mesmo se surpreender (e bastante) ao se deparar com formações rochosas verdadeiramente estranhas (pelo menos no início). Ao se deparar com pontes atravessando grandes abismos. Ao ter de, ele próprio, descer até a parte mais baixa de tais abismos.

Control: The Foundation / A Fundação

Isto sem falar em estranhas inscrições e desenhos, feitos nas paredes (os quais se assemelham bastante a pinturas rupestres). O que teria acontecido ali embaixo? Quais as verdadeiras origens da Antiga Casa? Quem, ou o que é, O Conselho?

Estamos, aqui, nas fundações da Antiga Casa, e ao nos depararmos com a majestade e com a grandiosidade de alguns dos ambientes, várias perguntas vêm à nossa mente, todas elas ligadas ao tamanho e à mutabilidade da estranha sede do Bureau.

Control: The Foundation / A Fundação

Estranhos perigos em Control: The Foundation

Em The Foundation, o próprio misterioso Conselho avisa a Jesse Faden que algo está errado. Há uma espécie de “vazamento”, relacionado a um certo pilar intitulado “Prego”, o qual pode causar uma invasão do Bureau pelo Plano Astral.

De certa forma, somos levados a crer que o perigo é ainda maior, e que não apenas a Antiga Casa pode ser afetada pelo problema, problema este, obviamente, que deve ser resolvido pela nova Diretora, ou seja, pelo jogador.

Control: The Foundation / A Fundação

Trata-se de um conteúdo verdadeiramente sensacional, este aqui. De mais um trabalho excelente por parte da Remedy, o qual serve inclusive para meio que solucionar algumas dúvidas que ficaram na mente do jogador após o término da campanha principal de Control.

Control: The Foundation / A Fundação

Sim, pois temos aqui um DLC (bem como o próprio jogo base) com grande ênfase na narrativa, e como não poderia deixar de ser, aliás, temos também aqui uma história rica e profunda, cheia de nuances e até mesmo de reviravoltas: mais uma prova de que a desenvolvedora finlandesa não brinca em serviço.

The Foundation possui um roteiro espetacular, e também oferece ao jogador uma nova habilidade. Aqui, Jesse ganha, como uma espécie de “presente” do misterioso Conselho, um poder bastante especial.

Control: The Foundation / A Fundação

A diretora pode, a partir de então, fazer com que certas formações rochosas cresçam e se transformem em novos pontos de apoio. Ah, sim, ela também terá de utilizar bastante sua habilidade de levitação. Aliás, fica aqui uma grande recomendação: invista muitos pontos de habilidade em tal poder especial, pois você irá precisar.

O Ruído nas profundezas da Antiga Casa

Infelizmente, o Ruído infiltrou-se também nas profundezas da Antiga Casa. Ele está presente em suas gigantescas e majestosas fundações, mais forte do que nunca, o que acaba forçando Jesse a utilizar todo o seu poder de fogo e todas as suas habilidades especiais.

Control: The Foundation / A Fundação

E, não se engane: A Fundação também é um conteúdo que irá exigir bastante de você. Trata-se de uma história riquíssima, sem sombra de dúvidas, porém a ação sempre é frenética, com agentes do Ruído se comportando de forma extremamente agressiva e obrigando a Srta. Faden manter-se sempre em movimento.

Control: The Foundation / A Fundação

Muitas vezes, aliás, somos meio que obrigados a nos movermos em meio a grande escuridão, e eu, nestas ocasiões, utilizei (meio que em desespero) os clarões de minha arma, ao dispará-la, ao léu. Posteriormente vim a descobrir uma misteriosa TV antiga, de tubo, mesmo, a qual televisionava nosso velho conhecido Ahti, o faxineiro, em meio a suas estranhas cantorias.

Control: The Foundation / A Fundação

E não se engane: o DLC é, assim como o jogo base, extremamente desafiador, além de contar com inúmeros momentos em que mais parece que estamos jogando alguma espécie de jogo de plataforma: quando no Plano Astral, por exemplo, temos de “navegar” entre diversas plataformas, saltando ou então levitando, tudo para alcançar certos objetivos que se encontram em locais altíssimos.

Control: The Foundation / A Fundação

Algumas considerações finais

Control: The Foundation / A Fundação é um DLC espetacular. Lançado em 26 de Março de 2020, trata-se de algo que serve muito bem para complementar o jogo base, e que exibe ao jogador uma história sólida, personagens muitíssimo bem construídos, mecânicas também bastante interessantes, e inimigos e problemas estranhos ao extremo.

Tudo para formar um grande amálgama de emoções, digamos, capaz de levar até o mais “gélido” dos jogadores aos extremos. Sim, sinceramente, é impossível jogar este DLC sem sentir um enorme apreço pela desenvolvedora do jogo.

Control: The Foundation / A Fundação

Sem sentir também, é claro, um enorme apreço pela própria obra em si, a qual, sem sombra de dúvidas, pode muito bem figurar entre os grandes lançamentos de 2019 / 2020.

E aguarde, pois em breve publicarem o review de Control: AWE, o segundo DLC do jogo, o qual meio que “reúne” a diretora da Agência paranormal e, como você provavelmente já sabe, Alan Wake!

Control: The Foundation / A Fundação

Ficha técnica

Título: Control: The Foundation / A Fundação

Gênero: Ação, Sobrenatural, Ficção Científica

Desenvolvedora: Remedy Entertainment

Publisher: 505 Games

Data de lançamento: 26 de Março de 2020 / 27 de Agosto de 2020 – Steam (via Control Ultimate Edition)

Plataformas: PC, Xbox One, PlayStation 4

Versão analisada: PC

Pin It on Pinterest