Se você é fã de Alan Wake, bem, é muito provável que a expansão Control: AWE / EMA (Altered World Event , ou Evento de Mundo Alterado) seja muito interessante. E se você não jogou o título da Remedy lançado originalmente em 2010, para o Xbox 360, recomendo firmemente que o faça.

De qualquer forma, embora curto, Control: AWE, assim como a primeira expansão para o mais recente jogo da Remedy Entertainment, The Foundation (review), é também um DLC de qualidade. Um pacote disponível para download que agrega bastante à história do jogo base.

Control: AWE / EMA

Acontece que aqui, porém, temos um conteúdo focado, de certa forma, no famoso escritor de Bright Falls, e o DLC a respeito do qual trata este review até mesmo sugere, se o jogador prestar atenção, a hipótese de um Alan Wake 2 (confesso que eu adoraria!).

Sobre Control: AWE / EMA

Infelizmente, entretanto, para quem esperava alguma interação de Jesse Faden, a recém nomeada Diretora do Departamento Federal de Controle, com o escritor Alan Wake, sinto em dizer que isto não ocorre, em nenhum momento.

Control: AWE / EMA

O que vemos (e ouvimos) são aparições do famoso escritor, cujo destino permanece uma incógnita. Wake aparece com uma certa frequência, durante o jogo, através de espécies de visões, chegando inclusive a mencionar a Diretora, dando a entender, talvez, que ele se encontra preso em algum outro plano.

Control: AWE / EMA

E como Control trata justamente a respeito de outros planos, de outros planos astrais, digamos, é suficiente dizer que o DLC responde a diversas questões que ficaram em aberto no jogo de 2010, e também funciona como uma espécie de interligação entre as duas franquias da Remedy.

Até mesmo o misterioso Cauldron Lake é citado, em Control: AWE, e se nos lembrarmos de Alan Wake, da paranormalidade que permeia todo o título e também este local em específico, no jogo, tudo fica ainda mais interessante.

AWE “abre” para o jogador alguns locais relativos a alguns EMAs, incluindo um bastante sugestivo e enigmático, a princípio, chamado justamente de EMA de Bright Falls.

Control: AWE / EMA

Não faltam referências ao escritor em AWE, também, e podemos inclusive nos depararmos com departamentos que guardam algumas velhas máquinas de escrever. Isto é sensacional. Algo capaz de provocar muita nostalgia nos fãs do título que tem o escritor como protagonista.

Control: AWE / EMA

A destrutibilidade dos cenários é algo fantástico em Control

Mistérios, escuridão e paranormalidade

O DLC apresenta ao jogador a “velha” Escuridão vista em Bright Falls. Além do Ruído e de um novo inimigo (aliás, o grande inimigo em EMA), o mais recente DLC de Control apresenta ao jogador à Escuridão.

À mesma Escuridão vista em Alan Wake, a qual muitas vezes envolve elementos importantes nos ambientes e representa, vez ou outra, parte de um dos diversos puzzles que temos de resolver no jogo.

Control: AWE / EMA

Acontece que a Escuridão de Bright Falls meio que “vazou” para a Antiga Casa (ou seria o inverso?), e assim, o jogador terá de iluminar uma série de elementos nos ambientes vistos no jogo, para fazer com que ela se dissipe.

Ela é nociva, maléfica, assim como em Alan Wake, e cobre muitas vezes determinados elementos chave, tais como, por exemplo, pontos de encaixe de células de energia necessários para a ativação das luzes.

A luz, aliás, deve ser muitas vezes buscada com afinco pelo jogador, tanto para a resolução de quebra-cabeças quanto para lutar contra o grande inimigo de Control: AWE, o qual, por sua vez, tem também ligações com Alan Wake e com determinadas pesquisas envolvendo os eventos de Bright Falls.

Jesse Faden, muitas vezes, deve utilizar algumas luminárias, através de seu poder de telecinesia, para movimentá-las e posicionar sua luz de encontro à maléfica escuridão, para então dela dar cabo. Claro, seria muito mais bacana utilizarmos uma lanterna, no caso, e até mesmo creio que isto representaria um tributo bem mais interessante a Alan Wake, o jogo. Mas enfim, é isto o que temos em mãos.

Control: AWE / EMA

Jogando Control: AWE

Control: AWE possui bem mais puzzles do que The Foundation (link acima), o que pode ou não ser algo que agrade os jogadores. De qualquer forma, vale destacar que grande parte deles envolve a “luta” entre a Escuridão e a luz, o que vem muito bem a calhar.

Control: AWE / EMA

De maneira geral, não existem muitas diferenças no tocante à jogabilidade, aqui. Ambos os DLCs (The Foundation e AWE) só são liberados após o final da campanha de Control, e são acessíveis dentro do próprio ambiente do jogo, através de locais específicos (um deles sendo a sala do Diretor do Bureau).

É sensacional, aliás, nos depararmos com alguns momentos em que o próprio Alan Wake parece escrever um trecho de alguma história, ou conto, o qual envolve Jesse Faden. Isto mostra, mais uma vez, o interessante emaranhado no qual estamos inseridos, bem como o desejo da Remedy de criar um universo interligado, entre suas franquias.

Control: AWE / EMA

Com tudo isto em mente, aliás, eu não me surpreenderia nem um pouco em observar algum tipo de “mescla” entre estas duas franquias (Alan Wake e Control) e Quantum Break (review), no futuro. Quem sabe.

No mais, Jesse Faden basicamente utiliza todo o seu arsenal, todas as formas da espetacular Arma de Serviço, além de todos os seus poderes paranormais, contra inimigos tanto oriundos do Ruído quanto contra obstáculos apresentados pela Escuridão.

Control: AWE / EMA

Acontece que a Escuridão aparece na forma de uma substância viscosa, negra, borbulhante, formando uma espécie de “capa negra” que cobre locais e elementos importantes, devendo então ser removida, sempre através do uso da luz, de alguma maneira.

E mais uma vez, temos muito, muito conteúdo em áudio e na forma de documentos escritos – ignore-os e você estará perdendo partes importantes do quebra-cabeças formado através de partes do enredo do DLC.

Finalizando

Control: AWE / EMA é um DLC de qualidade, que “finaliza” Control de maneira soberba. É uma pena, entretanto, que o próprio Alan Wake tenha marcado uma presença bastante tímida no pacote. Confesso que esperava por mais.

Ainda assim, entretanto, considero que Control foi finalizado, através de AWE, de forma espetacular, e além disso, temos aqui a interligação entre duas sensacionais franquias – além de uma possível suposição de um futuro Alan Wake 2.

E se você ficou interessado, saiba que a 505 Games lançou, através do Steam, a Control Ultimate Edition, a qual contém, além do jogo base, as duas expansões para ele lançadas.

Eis aqui outro jogo/pacote/DLC/edição que eu recomendo bastante.

Ficha técnica

Título: Control: AWE / EMA

Gênero: Ação, Sobrenatural, Ficção Científica

Desenvolvedora: Remedy Entertainment

Publisher: 505 Games

Data de lançamento: 26 de Março de 2020 / 27 de Agosto de 2020 – Steam (via Control Ultimate Edition)

Plataformas: PC, Xbox One, PlayStation 4

Versão analisada: PC

Pin It on Pinterest