O notebook gamer Acer Predator Helios 300 (código de produto G3-572-75L9) é um excelente modelo de alto desempenho, contando com processador Intel Core i7 de sétima geração, tela de 15,6 polegadas full HD e placa de vídeo GeForce Nvidia GTX 1060 com 6GB de memória GDDR5.

Tal notebook pertence a uma linha gamer mais avançada da Acer, e difere em vários pontos de notebooks pertencentes à linha Nitro, por exemplo, geralmente equipados com a placa de vídeo GTX 1050Ti. Custando algo em torno de R$ 5.300,00, a máquina é capaz de rodar os jogos mais atuais com taxas de quadros e desempenho plenamente aceitáveis.

Construção e design

O Acer Predator Helios 300, ou Acer G3-572-75L9, é um notebook bonito, além de um tanto quanto grande, medindo 390 (L) x 266 (P) x 26,75 (A) mm, e pesando 2.7 KG. Seu chassi metálico conta com o logotipo e o nome “Predator” estampados, na tampa, além de dois frisos na diagonal, em vermelho. O mesmo vermelho, aliás, que circunda o touchpad do aparelho. A marca “Predator”, aliás, foi a primeira marca de games a ganhar o prêmio “Red Dod” (em 2019).

Logo abaixo da tela, também temos o nome “Predator” estampado, e a parte frontal do notebook (onde encontra-se localizado o teclado), é circundada por um detalhe metálico semelhante a alumínio/prateado, com cerca de 1 milímetro de espessura (de forma similar ao que circunda o touchpad).

Acer Predator Helios 300

Trata-se de um notebook que passa uma enorme sensação de robustez, e beleza, sem falar em seu formato arrojado, com cantos “caídos”, em um ângulo de mais ou menos 10 graus. Já a parte que circunda a tela e que conta com o nome “Predator” estampado, é construída em plástico, o que contrasta um pouco com o restante do equipamento.

De qualquer forma, temos aqui um notebook bastante bonito, poderoso e versátil, conforme veremos ao longo deste review. Vale a pena ressaltar, entretanto, que as áreas metálicas do notebook sujam muito facilmente: marcas de dedos, por exemplo, ficam nelas impressas com enorme facilidade, portanto, uma flanela suave sempre ao lado é importante caso você deseje manter seu equipamento sempre com um bom aspecto.

Características técnicas

O notebook gamer Acer Predator Helios 300 está equipado com o processador Intel Core i7 7700HQ de 4 núcleos, o qual foi construído com litografia de 14 nm e pertence à sétima geração. Tal processador, no Predator Helios 300, roda a 2,8GHz, porém, através do software PredatorSense (pré-instalado no computador), é possível aumentar este clock até 3.8 GHz.

O laptop ainda conta com 16GB de memória RAM DDR4, placa de vídeo Nvidia GTX 1060 6GB GDDR5, HD SATA com generosos 2 terabytes e tela IPS full HD (1920 x 1080) de 15,6 polegadas. Vale ressaltar que a tecnologia IPS (In-plane switching) garante excelentes ângulos de visão, além de evitar distorções nas imagens que estão sendo visualizadas.

Ainda podemos mencionar a presença do Windows 10 Home Single Language de 64 bits pré-instalado de fábrica (o usuário finaliza a instalação assim que liga o aparelho, com o auxílio da Cortana, inclusive).

Faltou qualidade, entretanto, como sempre e já de praxe em notebooks, na webcam. Me pergunto ainda o porquê das fabricantes não inserirem webcams com maiores resoluções, mais poderosas, capazes, por exemplo, de funcionarem durante streamings. Mas tudo bem.

Resfriamento

O Acer Predator Helios 300 conta com um sistema de resfriamento desenvolvido pela própria Acer, o qual utiliza ventoinhas 3D chamadas AeroBlade, as quais possuem cerca de 0,1 mm de espessura e, segundo a fabricante, são capazes de aumentar bastante o fluxo de ar do equipamento e mantê-lo dentro de padrões normais de aquecimento.

O software PredatorSense, por sua vez, permite que o usuário aumente a velocidade de rotação de vais ventoinhas, facilitando assim a refrigeração do Acer Predator Helios 300. Tal software exibe constantemente, enquanto aberto, as temperaturas da CPU e da GPU (além da velocidade de rotação das ventoinhas), e o usuário pode então, se desejar ou se for necessário, realizar os devidos ajustes.

Acer Predator Helios 300

Em meus testes, pude averiguar que a temperatura da CPU chegou aos 70ºC enquanto rodava o (pesado) novo Call of Duty: Modern Warfare, enquanto a GPU permanecia em 56 graus. Isto está dentro dos padrões de normalidade, aliás, indicados pela própria Nvidia.

Você pode, obviamente, aumentar manualmente a velocidade de rotação das ventoinhas, para fazer com que elas trabalhem de maneira um tanto quanto mais agressiva/rápida: neste caso, porém, terá de lidar com um barulho um tanto quanto irritante e alto, e aí, será bastante indicada a utilização de fones de ouvido durante sessões de gameplay.

Bateria

A bateria do notebook dura algo em torno de 4 horas. Isto se considerarmos o uso, digamos, “normal” do equipamento: processadores de texto, navegação na internet e utilização de redes sociais, etc.

Já no caso dos jogos, pude averiguar que a bateria se esvai bem rapidamente: em cerca de 01:10 hrs jogando RAGE 2, por exemplo, chequei aos 2% e tive de plugar o equipamento novamente na tomada.

Digamos que temos aqui um típico caso de um notebook gamer que pode ser utilizado desplugado da tomada com certa folga para atividades não relacionadas a jogos eletrônicos, mas que não dura muito tempo neste cenário quando estamos rodando algum título, principalmente aqueles mais pesados. A bateria do Acer Predator Helios 300, vale ressaltar, conta com 4 células íon-litio.

Desempenho em jogos

Agora vamos àquilo que realmente interessa: o desempenho do Acer Predator Helios 300 ao rodar nossos queridos games. Em meus testes, utilizei os seguintes títulos:

Configurei todos os títulos acima “no máximo”, com todas as opções gráficas no máximo (ou no Ultra, quando disponível). Apenas no Call of Duty: Modern Warfare tive de realizar alguns ajustes no tocante às sombras e à tesselation.

Call of Duty: Modern Warfare, assim, rodou com um ótimo desempenho, apenas apresentando pequenos lags durante algumas cutscenes. Durante a maior parte do tempo, o jogo da Activision oscilou entre os 50 e os 80 frames por segundo.

Call of Duty: Modern Warfare

Call of Duty: Modern Warfare rodando no Acer Predator Helios 300

Já em relação a Just Cause 4, o título da Avalanche Studios rodou a 60 FPS, sem quaisquer problemas. Counter Strike: Global Offensive apresentou uma taxa de quadros por segundo oscilando entre 100 e 125, Moons of Madness oscilou entre os 50 e os 75 FPS, e Plants vs. Zombies: Battle for Neighborville rodou a 60FPS “cravados”.

Vale ressaltar que durante sessões intensas de gameplay, o notebook esquenta bastante (dependendo do jogo, claro). Você percebe inclusive que a área logo acima das teclas numéricas fica bastante quente; isto sem falar em sua parte traseira, a qual expulsa ar quente de forma um tanto quanto assustadora.

No geral, porém, o notebook se comportou bem durante os testes, e apresentou um desempenho superior até àquilo que eu esperava, principalmente em Call of Duty: Modern Warfare (o qual é lindíssimo).

Testes no 3DMark Professional Edition

No 3DMark Professional Edition, o Acer Predator Helios 300 obteve uma pontuação de 3.866 pontos, conforme pode ser verificado através do link para o resultado do teste:

https://www.3dmark.com/3dm/40605850

Vale lembrar que em relação ao teste de benchmark acima, foi executado o Time Spy 1.0, o qual é voltado a máquinas para jogos com DirectX 12. Ele testa diversos elementos da máquina em questão, incluindo computação assíncrona, multi-threading, efeitos de partículas, sombras, tesselação, física, etc.

Realizei os testes na ferramenta, aliás, sem realizar qualquer tipo de overclock no notebook.

Teclados, portas, som e conexões

O Acer Predator Helios 300 possui um teclado padrão ABNT-2 com tecla Ç, o qual é também retroiluminado, em vermelho, e possui destaque nas teclas W, A, S, D.

Além disso, o equipamento também conta com um teclado numérico, vale ressaltar. Isto acaba, entretanto, se tornando um problema no dia a dia, quando você está utilizando o aparelho para outras finalidades que não sejam jogos eletrônicos.

Todas as teclas, devido ao teclado numérico, acabam sendo um tanto quanto “espremidas” à esquerda, o que torna a digitação um pouquinho complicada. Ou, pelo menos, faz com que levemos mais tempo para nos acostumarmos a tal teclado.

Acer Predator Helios 300

O teclado também conta com leds indicadores de acionamento das teclas CAPS LOCK e NUM LOCK, além de permitir que a retroiluminação seja alterada em três níveis de intensidade diferentes.

O touchpad é aquele padrão com o qual todos já estamos acostumados: é melhor optar por um mouse em separado e plugá-lo em uma das portas USB do notebook.

Além disso, o Acer Predator Helios 300 conta com entrada para fones de ouvido, duas portas USB 2.0, uma porta USB 3.0, uma porta USB tipo C, uma porta HDMI, trava Kensington, porta ethernet (RJ-45) e entrada para cartões de memória SD.

O notebook também conta com dois alto-falantes, localizados em sua parte inferior. Trata-se de um equipamento com som estéreo Dolby Audio, mas não espere por graves muito potentes.

Software pré-instalado

O notebook conta com alguns programas pré-instalados de fábrica, como por exemplo uma versão demonstrativa do Norton, a qual é válida por 30 dias. Também há uma versão do Office 365 instalada, a qual se não me engano pode ser ativada por um período de até 3 meses (isto sem falar no excelente PredatorSense acima citado).

Acer PredatorSense

Acer PredatorSense

Há também algumas versões especiais de softwares de terceiros desenvolvidas especialmente para os produtos da Acer, como por exemplo o PhotoDirector for Acer e o PowerDirector for Acer, para edição de fotos e vídeos, respectivamente. Nestes casos, temos duas soluções gratuitas previamente instaladas, para utilização apenas no produto da fabricante taiwanesa.

Acer Predator Helios 300

Um software em específico é extremamente importante: trata-se do “Acer Care Center”, através do qual você pode criar, em um pendrive, uma unidade especial para restaurar seu notebook aos padrões de fábrica, caso necessário.

Obs: vale ressaltar que durante o boot, antes do aparecimento do logo “Predator”, você pode teclar ALT+F10 para acessar a recuperação do sistema.

Finalizando

Senti falta, entretanto, da presença de um SSD, principalmente levando em consideração a faixa de preço do equipamento: a presença de tal unidade de armazenamento tornaria o desempenho do notebook melhor ainda. Mas vale também destacar que o produto pode sofrer upgrades de forma extremamente fácil.

Existem portas em sua parte inferior, as quais podem ser abertas com chaves de fenda e possibilitam, portanto, a instalação de um SSD, por exemplo, e até de mais memória RAM (até 32GB).

De qualquer forma, o Acer Predator Helios 300 é um excelente notebook gamer, mesmo com os “poréns” que eu citei acima. Bonito, poderoso e cheio de recursos interessantes e úteis, o equipamento pode agradar aos jogadores mais exigentes que desejam algo portátil para suas sessões de jogo diárias.

Ficha técnica

Modelo: Acer Predator Helios 300 (G3-572-75L9)

Fabricante: Acer

Processador: Intel Core i7 7700HQ

Memória RAM: 16GB DDR 4

Disco rígido: 2TB

Placa de vídeo: Nvidia GeForce GTX 1060 6GB GDDR5

Tela: 15,6 polegadas IPS full HD

Wi-Fi

Teclado: padrão ABNT-2 com retroiluminação

Portas e conexões: fones de ouvido, 2 USB 2.0, 01 USB 3.0, 01 USB tipo C, 01 HDMI, trava Kensington, ethernet (RJ-45), entrada para cartões de memória

Dimensões: 390 (L) x 266 (P) x 26,75 (A) mm

Peso: 2.7 KG

Transparência: acima existem links de afiliados. Nada muda para você, os preços permanecem os mesmos, e o XboxPlus recebe uma pequena comissão.

Pin It on Pinterest