A Fold Apart meio que me pegou de surpresa. E que surpresa! O jogo desenvolvido pelo estúdio Lightning Rod Games fala a respeito de relacionamentos. De relacionamentos humanos. De um casal, na verdade.

O jogo conta a história de um casal que é obrigado a se separar, devido a motivos de trabalho. Tal casal, entretanto, tenta à todo custo manter o relacionamento, mesmo à distância.

A Fold Apart - Game

Confesso que passei por situação semelhante à descrita no jogo, quando ainda era noivo, e foi algo extremamente complicado, tanto para mim quanto para minha noiva (hoje esposa), na época.

Consegui, ao jogar A Fold Apart no PC, me identificar com diversas situações, momentos, sentimentos e até mesmo palavras ditas, e isto é algo verdadeiramente louvável, principalmente se pararmos para pensar que estamos falando “apenas” de um jogo eletrônico.

A Fold Apart é singelo. Romântico na medida certa. Emocionante. Cheio de puzzles, também, os quais estão bastante integrados à narrativa.

A Fold Apart - Game

“Dobrando papeis”

Sobre A Fold Apart

O título da Lightning Rod Games está sendo lançado hoje, 17 de Abril de 2020, para Windows, Apple Arcade, Mac e Nintendo Switch. Trata-se de um game que mistura quebra-cabeças com aventura, digamos. Uma aventura, aliás, deveras emocionante.

A Fold Apart - Game

Tudo, vale frisar novamente, com um fortíssimo apelo emocional. Com diversas cenas tocantes, as quais são até mesmo capazes de encher nossos olhos de lágrimas. O jogo é lindo, aliás, com parte de seus gráficos em Low-Poly, e com suas dobraduras fantásticas.

A Fold Apart - Game

O título esteve em desenvolvimento durante cerca de cinco anos, e o que o pessoal da desenvolvedora por ele responsável nos entrega, hoje, é um verdadeiro must have para todos aqueles que apreciam uma história envolvente, carismática e cheia de emoções. A Fold Apart é uma verdadeira “montanha-russa de emoções”.

A história

Em A Fold Apart, temos a história de um casal apaixonado que é obrigado a se separar, devido a motivos de trabalho. O rapaz, um arquiteto, vai para uma cidade distante, e tudo que os mantém “unidos”, daí em diante, são mensagens de texto trocadas via celular (podemos escolher algumas respostas).

A Fold Apart - Game

A relação à distância a princípio vai bem, mas muito rapidamente as coisas começam a se deteriorar. A frieza dos meios digitais parece não ser o suficiente para ambos, e quando a saudade aperta, nem mesmo palavras de carinho trocadas entre os smartphones são suficientes.

O rapaz e a moça são verdadeiramente apaixonados. O amor dos dois é belamente retratado por A Fold Apart, inclusive através de seus belos gráficos.

A Fold Apart - Game

O momento da despedida, no aeroporto, é verdadeiramente tocante, e a trilha sonora ajuda bastante a fazer com que aquela lágrima presa finalmente se desprenda.

O título é, sem sombra de dúvidas, uma verdadeira montanha-russa emocional, cheio de altos e baixos. Repleto de momentos de incerteza, de dor, de amor, de solidão, de culpa, de tristeza e de ressentimento.

A Fold Apart - Game

Jogando

O jogo conta com mais de 50 puzzles. Todos eles dotados de gráficos desenhados à mão, e verdadeiramente interessantes. Através deles, somos colocados em contato com uma mecânica que nos “obriga”, digamos, a dobrar papeis.

É importante ressaltar que quebra-cabeças podem ser apresentados ao jogador em alguns momentos, digamos, “chave”: quando algum clima tenso se faz presente entre o casal, por exemplo.

A Fold Apart - Game

Para resolver os puzzles, devemos dobrar os papeis, clicando nas bordas laterais, superiores e inferiores, e então arrastando. Também é possível girar a folha, exibindo sua parte traseira, e podemos inclusive rotacioná-la lateralmente.

Tudo isto para fazer com que o personagem controlável da vez (controlamos os dois, em momentos sempre distintos) chegue até a estrela dourada, a qual sinaliza, então, a resolução do puzzle.

A Fold Apart - Game

É importante frisar que ao dobrar, girar e rotacionar, estamos na verdade lidando diretamente com o cenário no qual se encontram os personagens. Portanto, espere por quedas, deslizes, objetos sendo empurrados em direções as mais distintas, e coisas do tipo.

As tais dobraduras servem para criarmos caminhos. Para fazermos com que os personagens atravessem, por exemplo, vãos. Ou então para tornar possível sua subida em locais inicialmente inatingíveis.

A Fold Apart - Game

Muitos dos puzzles são bastante desafiadores, verdade seja dita. Entretanto, a Lightning Rod Games incluiu em A Fold Apart uma espécie de “guia”, o qual resolve os puzzles automaticamente, caso o jogador assim deseje.

Muitos podem condenar tal decisão, mas é importante ressaltar que temos aqui um game fortemente focado na narrativa. Um game que quer contar uma história de amor, de perdas, de tristezas e pesares, e também de desprendimento.

Portanto, fica à cargo de cada jogador decidir se quer ou não utilizar o “guia”: se você desejar, pode resolver na raça, mesmo, cada um dos mais de cinquenta quebra-cabeças inclusos no jogo. Sem problemas.

A Fold Apart - Game

Gráficos e trilha sonora

Os gráficos do título são lindíssimos. Grande parte da ação se dá com gráficos em um belíssimo estilo Low-Poly, e o jogador percebe claramente a chegada de um “momento puzzle”: a tela se transforma, as laterais ficam brilhantes e, bem, trata-se de algo bastante perceptível.

Além disso, os pensamentos de ambos os protagonistas são expressos na própria tela, de uma forma extremamente interessante. Temos aí o uso de cores, estilos e locais que deixam bem claro qual é o sentimento vigente naquele momento.

Isto me lembra até de Alan Wake (não sei precisar agora qual deles), e o que temos em tela é um belíssimo conjunto visual, capaz, realmente, de emocionar bastante.

A Fold Apart - Game

Além disso, como forma de transmitir ao jogador a força de cada situação pela qual passam os protagonistas, existem diversos cenários que contam com elementos que se transformam, conforme andamos, conforme pensamos, conforme digitamos em nossos celulares in-game. Isto sem falar em espécies de “cenários de sonho”, um tanto quanto surreais, além de bonitos!

As transições entre os cenários, aliás, são também muito bonitas, com movimentos de câmera bastante dinâmicos, deixando-nos muitas vezes boquiabertos com os elementos que vão tomando vida, aos poucos, nos próximos ambientes. Isto sem falar em transições em forma de dobraduras, em forma de papeis que se deslocam, etc. É sensacional.

A trilha sonora de A Fold Apart é lindíssima. Quase toda ela foi escrita para piano, mas ouvimos aqui e ali um ou outro som orquestral, o que não deixa de ser muitíssimo bem vindo, é claro.

Mas trata-se de uma trilha sonora bastante bonita, singela e delicada: bastante apropriada para esta pequena joia indie que temos em mãos.

A Fold Apart - Game

Algumas considerações finais

O jogo da Lightning Rod Games é verdadeiramente sensacional. Sua delicadeza, seu bom gosto, sua sutileza, são todos elementos bastante dignos de nota, que fazem falta na indústria de games. Belo lançamento.

A Fold Apart - Game

Notei, porém, um pequeno problema no jogo: ele conta com localização em português do Brasil (dentre vários outros idiomas). As legendas, entretanto, são exibidas na parte superior da tela, removendo um pouco da beleza dos cenários, incluindo até uma grande tarja cinza escuro. Atrapalhando, se sobrepondo aos belos gráficos do título.

Lembre-se: os textos originais, em inglês, são sempre exibidos no meio dos cenários, imiscuídos entre diversos elementos, com cores e estilos diferentes, de maneira tal a passar ao jogador de forma visual o “sentimento vigente” naquele momento. E as legendas na parte superior, digamos, atrapalham um pouco toda esta beleza.

A Fold Apart - Game

Para eliminar este problema, é preciso configurar o jogo para o idioma “inglês” e desativar a exibição das legendas. Infelizmente, só fui perceber este pequeno detalhe após finalizar o game.

Mas continuando, é importante também destacar que o jogo nos apresenta o lado de ambos os protagonistas, o que não deixa de ser extremamente instigante. Somos capazes, assim, de perceber as motivações e os sentimentos mais profundos de cada um deles, controlando-os em momentos distintos. Podemos, assim, observar (e jogar) diferentes pontos de vista.

Bem, se você aprecia belos, charmosos e tocantes indie games, jogos extremamente focados na narrativa, com personagens carismáticos e gráficos pra lá de charmosos, adicione A Fold Apart à sua wishlist. Ou compre-o, logo! Eu recomendo bastante!

Em minha opinião, pelo menos até agora, trata-se de um dos melhores indie games de 2020.

Ficha técnica

Título: A Fold Apart

Gênero: casual, aventura, puzzle

Desenvolvedora: Lightning Rod Games

Publisher: Lightning Rod Games

Lançado em: 17 de Abril de 2020

Plataformas: Windows PC, Apple Arcade, Mac e Nintendo Switch

Versão analisada: PC

E agora, fique com um trailer do game:

Pin It on Pinterest