Na última sexta-feira,  31 de Maio, tive o prazer de jogar, juntamente com alguns desenvolvedores do game, uma versão pré-alfa de Project Genesis, título cujo desenvolvimento venho acompanhando há algum tempo.

O jogo é uma espécie de híbrido, entre combates espaciais, à bordo de naves, obviamente, e combates em primeira pessoa, com o uso de armas convencionais, dentro de enormes capital ships.

Obs: vale lembrar que estou publicando tudo isto, inclusive o vídeo de gameplay abaixo, mediante autorização da desenvolvedora, pois tive inclusive de assinar um NDA.

Project Genesis

Jogando Project Genesis

Joguei durante cerca de 30 minutos, na companhia de alguns dos desenvolvedores, em uma sessão fechada. Pude perceber que o jogo é bastante desafiador, a começar pelos controles (principalmente o sistema de mira).

Estamos no espaço, em um 6DOF, basicamente, o que significa, trocando em miúdos, que podemos nos locomover livremente em um espaço tridimensional. Podemos avançar, retroceder, nos mover lateralmente, e também ir “para cima” e “para baixo”.

É algo normal para quem está acostumado, mas para quem não está, o início é um tanto quanto complicado. Sorte minha, entretanto, que joguei Deep Diving Simulator nos últimos dias, onde a movimentação é um tanto quanto semelhante. A diferença primordial neste último, em relação à movimentação, é o fato de estarmos na água e não no espaço sideral. Mas voltemos à jogatina e às minhas impressões iniciais do jogo.

Project Genesis

Tive pouquíssimo tempo para dar uma lida no manual enviado pela desenvolvedora 8 Circuit Studios, motivo pelo qual, também, obtive um desempenho pífio. Isto é natural, aliás, se levarmos em consideração minhas habilidades não lá muito grandes em jogos multiplayer, principalmente.

Mas gostei bastante do que vi. Os gráficos do jogo são muito bonitos, as naves respondem muito bem, e a impressão que temos é a de que estamos realmente no espaço sideral (salvo um mapa ambientado em um planeta gelado), visualizando uma belíssima estrela ao longe e circulando em meio a asteroides. Há também um mapa que parece ser ambientado em uma bela lua, vale ressaltar (isto dentre os que pude testar, que fique bem claro).

Project Genesis

Tenho plena certeza de que as duas naves que abati foram um presente dos desenvolvedores, pois eu estava bastante incerto em relação ao que fazer, em relação aos comandos, e também em relação ao sistema de mira.

Imaginei, a princípio, que todas as naves (ou pelo menos a grande maioria delas) contariam com travas de mira. Ledo engano. Tudo bem, havia um segundo modo de tiro que disparava mísseis, mas acabei não o utilizando porque me compliquei bastante com o sistema em si. Sendo assim, fiquei só nos canhões básicos mesmo.

Project Genesis

E para acertar alguém, bem, estando em um espaço verdadeiramente tridimensional: você precisa estar no mesmo “plano” que ele, o que é bastante difícil. E apesar do que pode parecer a princípio, achei este nível de realismo muito interessante e bacana.

As naves também podem se inclinar frontal e lateralmente, mas eu não fui capaz, infelizmente, de determinar quais eram as teclas correspondentes para tais movimentos, o que me levou, obviamente, a grandes problemas relacionados à movimentação.

Bem, há uma grande variedade de naves disponíveis em Project Genesis, e pelo menos por enquanto, as partidas são bem rápidas e dinâmicas. Divertidas, mesmo, principalmente com o grande falatório e risadas dos desenvolvedores experientes. Cada nave conta com dois tipos de arma, uma básica e uma outra variante, que pode ir de mísseis teleguiados a lasers.

O objetivo, em cada partida, é destruir os  escudos de uma grande capital ship. Feito isto, as equipes devem, ao mesmo tempo em que lutam entre si e “abrem caminho”, tentar enviar seus “pods” em direção à capital ship, em direção a pontos específicos previamente abertos na mesma, para que os personagens possam então abordar as gigantescas naves e tentar assumir seu controle, através da concretização de objetivos específicos.

Project Genesis

Pude eu mesmo me lançar em direção a uma destas grandes naves, e aí encarei, então, a perspectiva em primeira pessoa. Os tais “momentos FPS”. Foi muito bacana: pena eu não saber muito bem o que fazer ali dentro.

Sei que os objetivos eram exibidos em tela e também através dos alto-falantes, mas eu estava muito preocupado com a gravação que estava realizando (sim, gravei um vídeo de gameplay da minha jogatina, o qual segue abaixo), além de ansioso demais para encontrar algum inimigo à bordo e poder trocar alguns tiros com ele. Infelizmente, a partida acabou antes disso, momento também em que a sessão foi finalizada.

Percebi que o jogo tem grande potencial, e mal posso esperar pelo que vem por aí. Pelo que tudo indica, Project Genesis será capaz de proporcionar grande nível de diversão a jogadores apreciadores de títulos com temática espacial, com o adicional de podermos também participar de movimentadas partidas multiplayer dentro das capital ships, empunhando armas convencionais de vários tipos e com perspectiva em primeira pessoa.

Project Genesis

Página no Steam e streaming com os desenvolvedores

Project Genesis finalmente conta com uma página no Steam, e a desenvolvedora tem em mente trabalhar em conjunto com a comunidade de jogadores e interessados para aprimorar o jogo cada vez mais.

Há também, por parte do estúdio, o interesse em tornar o processo de desenvolvimento mais transparente, até mesmo para dar aos jogadores uma ideia melhor do que está sendo feito. Isto é essencial, em minha opinião, principalmente porque, bem, você sabe: quanto mais cabeças envolvidas em um projeto, melhores serão os resultados. Além disso, o feedback dos jogadores nunca deve ser desperdiçado.

Project_Genesis_06

Vale também a pena lembrar que hoje, 04 de Junho de 2019, às 18:00 hrs (horário de Brasília), haverá um streaming com os desenvolvedores, transmitido através da página do jogo no Steam (link acima).

Esta será também uma oportunidade bem interessante para que você conheça o jogo e veja pessoas jogando com muito mais habilidade do que eu. Os desenvolvedores também mencionam que serão capazes de responder quaisquer questões, durante a a sessão de streaming. Vale a pena conferir, creio eu.

Project_Genesis_06

Obs: a página do jogo no Steam conta também com duas cinemáticas bem interessantes, as quais falam um pouco a respeito do enredo do game. Dê uma olhada, se puder.

Vídeo de gameplay com os desenvolvedores

E segue abaixo, finalmente, o vídeo de gameplay onde você pode conferir minha sessão com os desenvolvedores.

Obs: todas as screenshots presentes neste artigo foram capturadas por mim mesmo, durante o gameplay.

Agora fique com o vídeo:

Pin It on Pinterest