Xbox Live 12 mesesEu já esperava por algo assim. E é o que diz Michael Pachter, analista de mercado, em uma vídeo entrevista ao site GameTrailers. Os motivos para o aumento? Gerar mais lucros. Simples, claro e direto, assim.

Twitter, Facebook e Last.fm no Xbox 360? Tudo faz parte de um esforço da Microsoft para transformar seu console em um poderoso centro multimídia, e apesar da Live ser a única plataforma paga (Nintendo e Sony não cobram pela jogatina online) para jogos multiplayer baseados em consoles, como bem menciona o site “Edge Online“, ela é, sem dúvida, a maior, a mais bem estruturada, a mais movimentada e a que mais recursos oferece ao gamer atualmente.

Tudo tem um preço neste nosso mundo capitalista, e a Microsoft cobra o dela. É caro? Não creio, uma vez que um cartão de assinatura de 12 meses da Live Gold custa em média, atualmente, US$ 45,00, o que resulta em US$ 3,75 por mês, ou seja, menos de R$ 7,00 mensais para acesso a demos antecipadamente, ofertas especiais no marketplace e, o melhor de tudo: poder jogar seu game preferido online, com seus amigos ou com pessoas do mundo inteiro.

É claro que tanto podemos contar com o tal aumento de preço para muito em breve quanto podemos não contar, mas mesmo que ele ocorra não creio que seja algo muito expressivo. Afinal, tudo o que foi aqui dito se baseia na análise de uma pessoa, de um grupo, de uma empresa, como queiram. Se baseia na análise de tendências. E, como eu já disse por aqui: “mil monges, mil religiões“. 🙂

De qualquer forma, uma coisa não podemos negar: a Microsoft tem feito um belo trabalho no tocante à sua plataforma de games, incluindo-se aí o conjunto console (Xbox 360) + Live, tirando-se, é claro, os já conhecidos problemas relativos ao hardware do 360 (pois ninguém aqui quer cobrir o sol com a peneira). Mas nesta briga de 3 gigantes pela interatividade online, quem está ganhando com larga vantagem é a gigante de Redmond.

Via Edge Online

Pin It on Pinterest