Metro Exodus (análise aqui) é o maior, melhor e mais ambicioso título da franquia Metro, da 4A games, franquia esta, vale sempre ressaltar, baseada totalmente na obra de Dmitry Glukhovsky.

O jogo nos apresenta a uma lindíssima e melancólica Rússia pós-apocalíptica. A um mundo pós-guerra nuclear que ainda conta com sobreviventes espalhados por aí, os quais acabaram formando comunidades diferentes e reagindo de maneiras diferentes quando algum estranho deles se aproxima.

Acima de tudo, Metro Exodus é uma história que vale a pena ser experimentada, degustada com prazer. Uma história repleta de momentos dramáticos, de reviravoltas, e também com grandes pitadas de companheirismo e amor.

Confesso que não esperava por menos, tamanho era meu hype e também devido a  tudo o que vinha acompanhando a respeito do jogo. Obviamente, o histórico da desenvolvedora também contribuiu bastante, devo confessar.

O jogo, além disso, é belíssimo, e no PC, ao contrário do que podem imaginar muitos que se assustaram quando toparam com os requisitos mínimos e recomendados divulgados, encontra-se muito bem otimizado. O jogo é lindíssimo, realmente, e é impossível jogar por alguns segundos sem capturar alguma screenshot.

Metro Exodus

Confesso que ao final do gameplay me deparei com mais de 1.500 imagens capturadas, tamanha é a beleza dos ambientes, tamanha é a tristeza e a melancolia transmitida por aquele mundo para o qual, apesar de tudo, desejamos voltar. Trata-se de um mundo belamente retratado, apesar do horror pós-apocalíptico, apesar dos monstros que por ele perambulam, apesar das mazelas com as quais nos deparamos.

Metro Exodus é um dos melhores shooters da atualidade, disso eu não tenho dúvidas. Melhor e maior que Metro 2033 e Metro: Last Light, aliás, em diversos aspectos: história, gameplay, mecânicas, narrativa, etc. Ele consegue prender o jogador desde o primeiro instante até os momentos finais, com garras de aço. Extremamente imersiva, esta espetacular obra da desenvolvedora ucraniana 4A Games.

Separei algumas screenshots do jogo, as quais seguem abaixo. Todas encontram-se em 1080p, e como você poderá observar, o jogo prima pela imersão também ao livrar a tela do jogador quase sempre de quaisquer elementos que possam perturbá-la.

A seleção conta com imagens que compreendem desde o inverno de Moscou até o final do jogo, em Novosibirsk, a Cidade Morta, passando também pelo deserto do Cáspio (incluindo uma tempestade de areia) e por um lindíssimo vale.

Fique com as imagens:

Obs: basta clicar na miniatura abaixo para ampliar, e a seguir, utilizar os links “anterior” ou “próximo”, para navegar:

Pin It on Pinterest