A Polônia é realmente celeiro de grandes desenvolvedoras e jogos. CD Projekt Red, CI Games, 11 bit studios, Flying Wild Hog, People Can Fly, Techland, etc. Do lado dos jogos e séries propriamente ditos, temos uma série de exemplos, tais como Afterfall: Insanity, a franquia The Witcher (da acima mencionada CD Projekt Red), Dying Light, Anomaly: Warzone Earth, Layers of Fear, Painkiller, etc.

Os desenvolvedores do país costumam brindar a todos nós com ótimas obras com bastante frequência, e com 2084 não foi diferente. O jogo é o resultado de uma game jam de 3 dias promovida pelos estúdios responsáveis por Layers of Fear e >observer_ (do qual ele compartilha parte de sua ambientação); ele é, na verdade, algo verdadeiramente surpreendente. Os responsáveis pelo estúdio criaram uma desenvolvedora em separado, vale ressaltar: a Feardemic.

Game 2084

Atualmente no programa de Acesso Antecipado do Steam, 2084 é um jogo futurista. Um FPS cyberpunk com um visual muito bonito e com uma mecânica bastante interessante: temos de hackear dispositivos e inimigos para obter vantagens diversas, como por exemplo energia, kits médicos e munição.

Ambientado em um futuro distópico, 2084 apresenta grandes semelhanças com Blade Runner no que diz respeito ao visual. Temos cenários abertos e fechados repletos de neon, de câmeras de vigilância, de cores, de monitores exibindo propagandas, de cores diversas, de equipamentos estranhos e de mais uma série de elementos que remontam ao futuro.

Game 2084

Na Quinta República Polonesa do jogo, o jogador entra na pele da pesquisadora Laura Lofi, a qual tem de lidar com uma infecção que deixou a população bastante semelhante a zumbis. Uma grande pergunta, até, pode ser feita por grande parte dos jogadores tão logo começa o gameplay de 2084: tudo se passa no mundo real, verdadeiramente, ou estamos imersos em uma espécie de realidade virtual?

Uma cutscene em especial planta esta dúvida na cabeça do jogador, sem falar que os inimigos, infectados, digamos, ao serem mortos, meio que se dissolvem, como pixels que se esvaem ao serem atingidos por alguma arma especial e futurística.

No jogo, a humanidade convive com implantes cibernéticos e também com a presença maciça de drogas. O jogador conta apenas com uma única arma, a qual dispara rajadas energéticas e também um pulso através do qual é possível, então, hackear os mais diversos elementos.

Game 2084

Inimigos podem carregar consigo munição, kits médicos e energia para que possamos nos mover a grande velocidade (tais elementos também encontram-se espalhados pelo cenário, vale lembrar). A grande sacada do jogo é nos colocar para enfrentar hordas enormes de inimigos (alguns deles com televisores no lugar da cabeça – o que nos remete à já acima mencionada realidade virtual, dada a estranheza do fato), ao mesmo tempo em que nos transforma em hackers.

Game 2084

A curva de aprendizagem de 2084 é curta, o difícil é lidarmos com os dois elementos (tiros e hacking) ao mesmo tempo. Tudo isto transforma o jogo em algo bastante interessante e único, e tudo isto, aliás, fica ainda mais intrigante quando nos lembramos de que o título foi desenvolvido em apenas 3 dias!

Existem também chefões, em 2084, os quais devem ter seus pontos fracos revelados através de… hacking! Tudo isto ao mesmo tempo em que mais inimigos (aos montes, mesmo) invadem os campos de batalha e correm contra nós como loucos, como verdadeiros zumbis ensandecidos.

Game 2084

A atmosfera do jogo tem tudo a ver com uma obra sci-fi, e os ambientes são lindíssimos. Tudo se alterna entre corredores dentro de edifícios, repletos de salas, elementos hackeáveis e portas, e áreas mais amplas, ao ar livre, em meio às quais podemos observar o céu e enormes arranha-céus ao longe.

Game 2084

Ao enfrentarmos as hordas de inimigos, não podemos nos descuidar do hacking, pois dele depende a obtenção de munição e de medkits. Aliás, hackear no jogo é um tanto quanto simples: a dificuldade fica por conta de acertar as sequências corretas rapidamente, ao mesmo tempo em que atiramos nos zumbis futuristas.

Para hackear, é necessário seguir sequências de setas exibidas em tela tão logo utilizamos o modo adequado de nossa arma e atiramos contra os objetos alvo. Para tanto, temos de repetir com as teclas W, A, S, e D as sequências exibidas rapidamente em tela (para cima, para baixo, para a esquerda, para a direita). É bem complicado, acredite, hackear enquanto lidamos com os zumbis.

Game 2084

Contra os chefões, diga-se de passagem, tudo fica mais complicado ainda, justamente devido ao fato de que os campos de batalha sempre estão repletos de zumbis/infectados. Nestes momentos, é necessária bastante atenção e rapidez, além do uso da habilidade “dash”, para que possamos nos mover com grande velocidade em direção a pontos seguros durante poucos instantes.

Game 2084

2084 deve permanecer em Early Access, segundo o pessoal da Feardemic, durante um período de 16 a 24 meses, para os devidos aprimoramentos, inclusive no que diz respeito à sua história. Existe também um modo infinito, no qual temos de enfrentar hordas cada vez maiores de inimigos, todos eles sedentos, é claro, pelo nosso sangue (virtual ou não).

A ambientação do jogo é realmente soberba, com uma trilha sonora eletrônica, aliás, que tem tudo a ver com a ambientação sci-fi. O próprio jogo em si cativa bastante devido à mecânica de hacking e também devido ao sólido FPS que ele representa. Vale a pena dar uma olhada, e para você que está em dúvida, vale lembrar que 2084 custa apenas 20 Reais no Steam.

Game 2084

É importante finalizar dizendo que ainda falta muita coisa no jogo. História, mecânicas, bugs, falhas as mais diversas: espere por tudo isto, sempre lembrando que trata-se de algo que ainda está em Acesso Antecipado.

Ficha técnica - Acesso Antecipado

Título: 2084

Gênero: ação, FPS

Desenvolvedora: Feardemic

Publisher: Feardemic

Data de lançamento em Early Access: 13 de Dezembro de 2018

Plataformas: PC

Versão analisada: PC

Pin It on Pinterest